Síndrome pós férias

12/01/2016

Imagem destaque

Preguiça, desânimo, achar que não gosta do que faz, não querer voltar a realidade. Tudo isso é um peso que muita gente sente ao retornar a rotina normal depois de passar as festas de fim de ano curtindo e descansando.
Como é difícil pegar no tranco novamente, voltar a vida repleta de regras, horários, disciplina, malhação, comida saudável, IPTU, IPVA, listas e mais listas de afazeres, compras de material escolar, enfim, uma agenda interminável.

Você deve estar se perguntando: mas acabei de voltar de férias, estou com a cabeça tranquila, o corpo e a mente relaxada… Por que sinto isso tudo? Será que realmente estou no lugar certo? Faço o que amo? Tem algo errado comigo? Acabei de voltar de férias e ainda me sinto cansada.

O que fazer? Desde a semana passada recebi e-mails e mensagens de leitoras relatando essa dificuldade, exatamente com os mesmos relatos. Cada caso é um caso. Nem todas as pessoas são iguais e tem o mesmo histórico, mas um fato é semelhante entre todas e até você que lê esse artigo e se identifica.

O segredo é a energia emocional!

Se você tem procurado energia para começar o ano e não encontra, pode ser que esteja procurando no lugar errado. Empurrar a vida com a barriga é sinal de energia emocional baixa.

Quando estamos de férias, não precisamos lutar contra o tempo, não precisamos se preocupar com o que comemos, se dormimos muito ou pouco. Simplesmente curtimos mais, aproveitamos mais os momentos e com mais intensidade, não precisamos superar desafios ou limites, não precisamos lutar contra nós mesmos.

Para mim, a luta é a parte mais difícil. Somos filhos do Oasis, fomos criados no Paraíso e temos a necessidade dele novamente. É como um filho que quer voltar para sua casa. “ Na praia, no mar, na montanha ou até mesmo em casa”, juntinho de quem amamos. Sem problemas e sem compromissos, parece que voltamos ao paraíso e obviamente, não queremos a rotina do dia a dia novamente, ter que caçar para comer.

É possível reencontrar essa energia que falta. Mas como? Onde ela está? Como fugir da síndrome pós férias?

Mira Kirshenbaun, autora do livro Energia Emocional, ajuda a reencontrarmos nossa essência e a fonte é logo ali, bem pertinho, dentro de nós mesmos.

A energia emocional muda nossa aparência, deixa a gente mais bonita. Sabia que o que atrai as pessoas não é a nossa beleza física, mas sim a energia?

Como dar uma carga de energia emocional? Como deixar o fluxo seguir? Como olhar para minha história e pelo menos acordar de bom humor na segunda feira pós férias?

Segundo Mira, esses são os 10 passos para encontrar energia emocional e fugir da síndrome pós férias:

Combata a síndrome pós férias com sua energia emocional
Combata a síndrome pós férias com sua energia emocional

1 – Propulsor de energia – Pare de aceitar as expectativas que os outros tem a seu respeito. Você é especial por aquilo de diferente que tem. Seja você, aceite-se, assuma-se, vista sua melhor roupa, que é aquela que você se sente bem. Diga sim a você mesmo. Isso melhora muito a convivência sua com você mesma.

2 – Faça preces diárias – Fale abertamente e sem vergonha o que você sente. Aqui, é entre você e Deus. Fale tudo, silencie, tente escutar algo. Ele vai te responder de alguma forma, apenas esteja preparado para escutar. E se caso você não escutar nada hoje, amanha é outro dia. Espere…. A paciência em escutar é a melhor maneira de esculpir a sabedoria.

3- Veja-se cheio de energia – A visualização é uma técnica utilizada para melhorar seu desenvolvimento. Experimente, visualize-se como você deseja estar. Acredite, dá muito certo. Faça isso diariamente até conseguir, e vá atrás.

4- Faça algo novo – Mude a rota: novidade é uma necessidade. Mude o caminho, faça exercícios novos, mude a cor preferida por uns dias, mude a marca habitual. Faça algo novo, aprenda um instrumento musical, uma língua nova, uma receita diferente. Vale tudo!

5- Não se prenda as suas perdas – Cada um de nós tem algum tipo de dor nos arquivos da vida. O mundo é redondo, não há sofrimento que dure uma vida toda… aproveite cada etapa. Quem está por baixo, um dia vai estar por cima e assim por diante. O mundo é redondo, um dia chega sua boa hora.

6- Inveja é veneno – Se te causa inveja abrir o Facebook e ver aquilo que você gostaria de ter, afaste-se! Não olhe, proteja-se. Nem tudo o que vemos é real. A natureza sim, essa não engana… então, adote-a como sua parceira.

7 – Culpa é burrice – Gastou muito, estourou o cartão, comeu demais, deixou de fazer importante? Comece de novo. Já que fez, sentir-se culpado não vai fazer o tempo voltar. O que está feito está feito, mas você tem sempre uma segunda chance. Aprenda com seus erros e principalmente, aprenda a não repeti-los.

8 – Não procurar ajuda é um erro – Ter amigos nessas horas e compartilhar as aflições é a melhor coisa da vida. Assim não sentimos vazio. Fale abobrinhas, faça palhaçadas. Não economize risadas!

9 – Descarte os críticos, os urubus e os do contra – Sim, estou falando de pessoas. Enquanto você não puder amar, afaste-se. Conviver e julgar pode estar levando sua energia para o ralo.

10 – A vida é muito importante e curta para ser levada a sério demais.

Decida-se!

Caminhar, correr, andar de bike, pode ser um prazer se feito a nossa maneira, sem dramas e sem expectativas.

Uma vida cheia de entulhos mata a energia. Jogue fora aquilo que excede, sem dó…. Liberte-se e resuma a vida em 3 palavras, como diz Robert Frost:

A vida continua.

2016 vai ser de arrebentar. Livre-se da síndrome pós férias. Faça acontecer na segunda, terça, sexta, sei lá. O dia é hoje e a hora é agora!

Quem Escreveu?

Tati Godoy

20 anos! Limpando e organizando ambientes, atividades que me tiraram do fundo do poço, historia que conto no meu livro. Diário de uma organizadora compulsiva. Entre e sinta-se em casa. Beijinhos.

Acompanhe meus videos
Me Segue no insta :)