Lista de tarefas – Faça as pazes com ela

09/30/2015

Imagem destaque

Filho de Deus, você pode fazer milhões de coisas na sua rotinas e ser a própria mãe da menina no filme “O Pequeno Príncipe”, mas se sua mente não estiver disponível para a lista de tarefas planejadas, pode esquecer. Tudo está no plano mental. Se não convencemos primeiro nossa mente, não vamos convencer nosso coração e vamos perder tempo planejando o dia com afazeres que detestamos. Vai chegar uma hora que vamos dizer um “dane-se tão grande” que salve-se quem puder.
Trabalho muito com o poder transformador da mente pois acredito que primeiro devemos nos convencer que a tarefa planejada é importante, necessária e deve ser concluída. Não tem para onde correr. Se não tenho amizade com os afazeres, tire de sua lista de tarefas ou trate de se conciliar com elas. São exemplos muito bobos do dia a dia, mas que podem nos ajudar fazendo alguma semelhança:

Temos as terefas:

-Indispensáveis ( na verdade obrigatórias, mas não gosto de usar muito esse termo. Soa mal) – São aquelas que não temos como fugir. 

No meu caso, às 17h preciso buscar meu filho na escola, quer com trânsito, quer sem trânsito, eu preciso ir. Tenho duas alternativas se o fato de buscá-lo me estressa:

1 – Ir feliz porque tenho quem buscar, porque tenho alguém que dependa de mim, porque tenho condições de buscá-lo (tantos nem a escola podem ir) , porque tenho filho saudável, porque tenho condições de dar uma boa educação… Enfim, inúmeros benefícios.

2 – Ir reclamando, da Dilma, do governo, do trânsito que é caótico, que ninguém faz nada, que é uma perda de tempo.

É uma tarefa indispensável que pode se tornar um momento de paz. Porque ir buscá-lo é uma temporada e pode se tornar prazeroso caso eu use ferramentas prazerosas, como colocar a música que mais amo para tocar e assim despertar minhas âncoras favoritas. Posso ouvir uma meditação ou ainda tantas coisas outras coisas que podem contribuir para a felicidade. Tudo está na mente. Posso pensar também que daqui a pouco a criança cresce e não vou ter mais a quem buscar. Posso focar na ideia  de que é uma ocasião única para viver.

Assim, a tarefa passa a ser uma hora de desocupação da mente, quer seja buscando o filho na escola, indo ao banco, pagando uma conta. No caminho, posso usar meios de estar bem comigo mesma.

-Necessárias ( aquelas que sei que preciso, mas sempre tem o mais)

Eu não tenho como escapar da atividade física por exemplo. Se você conseguir fazer por 21 dias consecutivos, vai conseguir fazer dela um hábito. Se convencer primeiro é um passo importante, onde vamos conseguir a energia para fazer a tal atividade. Argumentos para se convencer temos de monte.

Dica: não coloque nada na sua lista de tarefas se não estiver desejando executá-la.

Não fazer a tarefa planejada causa stress e pode aumentar a ansiedade e a frustração. Use o poder da persuasão com você mesmo, venda e compre a ideia da tarefa que você sabe que é indispensável e necessária. Vença a si mesmo e comemore seu sucesso.

A vida é bem simples. A gente que sempre tem um jeitinho de complicá-la.

Se você quer conhecer uma técnica para aprimorar ainda mais sua produtividade e monitorar sua concentração, venha ler o post que fiz explicando o Método Pomodoro. É muito legal =)

Boa sorte.

Quem Escreveu?
Tati Godoy

Tati Godoy

Sou uma apaixonada pela vida, pela casa e por minha família! Desde pequena minha mãe nos colocava para fazer a faxina da semana e organizar tudo em casa, do quarto até a cozinha, acho que veio desses tempos a paixão que tenho hoje por organização.

Acompanhe meus videos
Me Segue no insta :)
Veja também